domingo, 13 de maio de 2007

mãe


Foto acima( esquerda para direita): minha mãe( Cida), eu, meu filho(João Pedro) e minha filha (Diana);
Fui mãe muito cedo, aos dezesseis anos, motivo pelo qual aos trinta e seis, tenho uma filha adulta, de dezenove anos.
Sobrevivi à todas as agruras de ser mãe na adolescência e não recomendaria tal experiência a ninguém, porque todos perdem, eu perdi minha juventude precocemente com responsabilidades inadequadas para a idade e minha filha perdeu os cuidados próprios de uma mãe mais madura.
Sempre fiz o que pude, o problema é que nem sempre pude fazer o melhor .... mas tenho me aprimorado ao longo dos anos, carregando o que dá e caindo com o que não dá...
A maternidade é o início de uma nova fase da vida da mulher, na qual o mundo para de girar em torno de si mesma e passa a girar em torno dos filhos, e este, é um caminho sem volta, pois, uma vez mãe, os filhos estarão sempre presentes em todos os seus passos, pois passarão a ser donos absolutos de nossos pensamentos e justificarão todas as nossas ações e sacrifícios.
Nesse eterno doar-se encontramos a razão principal de nossa feliz existência.
Obrigada por seu amor mãe e pela paciêcia filhos. No final, somos todos aprendizes bem intencionados...

2 comentários:

Eduardo Dalla Costa disse...

Parabéns pelas palavras e que você seja ainda mais feliz em sua vida e com tudo que te cerca, bjussssssssssss
Te amo Meu Amor

aparecidacr-2@hotmail disse...

MEUS PARABÉNS PELA GRANDE MÃE QUE VOCÊ E MULHER DE GARRA E PUNHOS FORTES, VAI ENFRENTE VOCÊ AINDA TEM MUITO A DESCOBRIR NESTA SUA VIDA COM ESTA GRANDE RESPONSABIULIDADE. E AGORA MAIS AINDA A DEFENSORA DAS MULHERES BRASILEIRAS UM GRANDE BEIJO DE SUA MÃE QUE MUITO A ESTIMA CIDA.